Como escolher os melhores métodos de UX research para o seu processo?

Existe uma grande variedade de métodos de UX research! Escolher quando aplicar cada um deles nem sempre é uma tarefa fácil. Preparamos este artigo para te apresentar, de forma geral, algumas distinções que podem ajudar na hora de definir qual método é o mais eficiente para o contexto do seu projeto.

Alguma vez você já se sentiu perdido ao pensar em qual método de UX research deveria escolher? Ou sentiu que aquele não era o momento certo no processo para o método que utilizou já que as respostas obtidas com ele não te diziam muita coisa? 

Acredite, você não está sozinho. Escolher o método que dê todas as respostas que você procura, pode muitas vezes ser bem complicado.

A pesquisa de experiência do usuário (UX research) permite coletar dados e insights de um usuário-alvo através de uma variedade de metodologias durante todo o processo de construção de um produto

São os resultados desses métodos, que orientam o desenvolvimento durante o processo e aumentam as chances de sucesso de um projeto

Mas como saber, qual método usar em cada uma das etapa de um processo, para garantir que o projeto que está sendo construído resolva um problema que realmente existe na vida do usuário? 

Para ajudar a responder essa questão, com base nos meus materiais preferidos sobre o assunto e minha vivência na área, preparei este artigo. Vamos lá?

Por que usar métodos de UX research?

Se imaginarmos que o resultado final de um projeto, é a construção que está no alto de uma colina, podemos então comparar a aplicação dos métodos de UX research aos tijolos amarelos que formam o caminho para chegar até o alto dessa edificação.

Os dados e os insights obtidos através da aplicação de métodos de UX research no processo de design possibilitam a formação de uma base sólida sobre a qual é possível construir um produto. 

São essas informações, que tornam viável estabelecer precisamente quais problemas serão enfrentados e a partir disso, quais soluções serão as mais adequadas. 

O uso de métodos de UX research possibilitam a compreensão de quais são os pontos de dor, as necessidades e as metas dos usuários. Ao aplicá-los é possível validar nossas suposições dentro dos cenários que construímos, e garantir a resolução de um problema que realmente existe na vida dos usuários. 

Para que o produto possa se beneficiar ao máximo do valor que esses métodos proporcionam, é necessário escolher quais são os métodos mais efetivos considerando o contexto e a variáveis do projeto, que vamos falar a seguir.

Quando usar UX research no meu projeto?

Para obter sucesso na construção do produto que estamos desenhando — e para que ele se mantenha consistente no propósito de suprir a real necessidades do usuário — podemos e devemos usar diferentes métodos de UX research em todas as etapas do projeto.

Dentro de cada etapa, as variáveis existentes devem ser levadas em consideração - tempo, orçamento, maturidade do produto e contexto - pois são de extrema importância na hora de definir quais métodos são mais ou menos apropriados. Além disso, aplicar diferentes métodos é importante, pois cada um deles visa objetivos e insights diferentes.

E essa importância se mantém independe do modelo de processo escolhido, já que existe uma grande variedade deles. Hoje, os processos mais utilizados são:

Mas cabe a você se perguntar com qual processo de design se sente mais confortável em utilizar. 

O importante é ter em mente que em cada etapa do seu projeto existirá algo a ser descoberto e que necessita de aprendizado. Logo, use os métodos sempre que sentir a necessidade de obter informações valiosas.

Quando usar cada um dos métodos de UX research?

O que realmente vai te ajudar a escolher é entender quais as distinções que podemos fazer ao olhar para o tipo de resultado que estamos buscando. Abaixo, vamos explorar um pouco mais as propostas sugeridas pelo Nielsen Norman Group

Pesquisa quantitativa X Pesquisa qualitativa

Se o resultado que buscamos é saber o quanto uma versão performa melhor do que outra, a resposta provavelmente estará em uma pesquisa quantitativa. Esse tipo de pesquisa (lembre-se que envolve a palavra "quanto") traz resultados mensuráveis, na forma de números e métricas

Agora, se o resultado que estamos buscando é saber as razões e as motivações por trás das ações do usuário, a resposta pode ser encontrada em uma pesquisa qualitativa. Esse tipo de pesquisa normalmente envolve questões com "como" e "por que". Ela permite explorar, por exemplo, o porquê de o usuário ter clicado em determinado lugar

Além do tipo de resultado distinto que essas duas pesquisas trazem, é importante entendermos uma outra diferença que irá auxiliar a escolha entre elas. Em uma pesquisa quantitativa os dados podem ser coletados de forma indireta, através de uma ferramenta online, por exemplo. Já em uma pesquisa qualitativa, os dados são coletados a partir de uma observação direta, em que o observador examina o usuário diretamente em ação.

Pesquisa atitudinal X pesquisa comportamental

Outra distinção que podemos fazer, ao olhar para qual tipo de resultado estamos buscando dentro de uma pesquisa com o usuário, é entender que o que as pessoas dizem muitas vezes difere do que o que elas fazem. Esse tipo de distinção pode ser observado em pesquisas classificadas como atitudinal ou comportamental

Uma pesquisa comportamental refere-se a qualquer método de observação direta: é através dela que entendemos o que as pessoas fazem. Ao analisar o comportamento do usuário conseguimos compreender como a interação que desenhamos no produto acontece na prática. 

Por outro lado, em uma pesquisa atitudinal entendemos o que as pessoas dizem. Ao fazermos perguntas e escutarmos o que nosso usuário tem a dizer, conseguimos identificar e rastrear, através das expectativas, motivações e opiniões, questões que devem ser abordadas. Por exemplo: esse tipo de pesquisa pode trazer respostas para quais são as opiniões de um usuário sobre um conceito ou sobre uma feature que ele gostaria que fosse adicionada ao produto. 

Que fatores devem ser observados para a escolha?

Cada método de UX research tem uma natureza que tende a um tipo de pesquisa. E é por isso que essas distinções nos ajudam na definição de qual método é o mais eficiente. 

Ainda que baseadas em pesquisas científicas, podemos dizer que essas distinções se comportam mais como guidelines. Assim como cabe a cada um escolher com qual processo de design se sente confortável, cabe também combinar e ajustar estes métodos de UX research ao seu projeto. Diferentes projetos vão precisar de métodos distintos. Entender quais são as distinções que podem ser feitas ao determinar qual o tipo de resultado buscar é o que torna a tarefa de escolher um método de UX research mais fácil.

Um projeto que se beneficia da combinação de insights de vários métodos invariavelmente será um bom projeto. Isso significa que não é necessário escolher por apenas um tipo de pesquisa: métodos podem e devem ser combinados.

Novos aprendizados e experimentações devem ser tarefas diárias na construção de conhecimento para descobrir melhores e novos métodos para seu projeto.


Referências:

https://www.nngroup.com/articles/which-ux-research-methods/
https://www.nngroup.com/articles/ux-research-cheat-sheet/

https://careerfoundry.com/en/tutorials/ux-research-for-beginners/what-is-ux-research/

https://www.interaction-design.org/

Bianca Souza

Designer | Impulsionada por resolver wicked problems, busco traduzir soluções que façam nossas vidas melhores. Vivo minha natureza criativa com os pés no chão, e processos de criação me trazem alegria.

Flutter: entendendo a construção de um layout

A relação do consumidor 4.0 e a transformação digital

Qual a relação da transformação digital com a inovação?