Estudar a distância e ser “multitarefa”

No momento atual, estudar em casa é a única opção que temos. Para muitas pessoas pode ser difícil se concentrar com tantas distrações por perto, mas aprender a estudar em casa, “sozinho”, pode ser muito útil, tanto agora, como no futuro. Se você está enfrentando esse desafio, bem como a necessidade de ser “multitarefas” acompanhe esse post.

Atualmente, estudar em casa é a única opção que temos. Para muitas pessoas pode ser difícil se concentrar com tantas distrações por perto. Mas aprender a estudar em casa, “sozinho”, pode ser muito útil, tanto agora, como no futuro. Afinal, já pensou naquele assunto que você deseja se aprofundar e antes não tinha tanto tempo? Ou um idioma que precisa aprender? Ou até mesmo as matérias que você sente que precisa dar mais atenção? Desenvolver essa habilidade de estudar em casa vai te ajudar em todos esses aspectos.


Um desafio que abordei neste artigo é ser multitarefa. Assim como eu, você provavelmente já se deparou com situações em que estava tentando fazer várias coisas ao mesmo tempo, como estudar, checar as redes sociais, mensagens, e-mails, etc. Será que isso funciona? Por que ficamos tão ansiosos ao receber notificações? Como podemos nos concentrar nas tarefas mais importantes?


Escrevi este artigo pra te mostrar que estudar em casa pode dar certo! Embora pareça difícil, muitos estão fazendo isso, porque ensino à distância está cada vez mais comum e com as dicas que eu vou te passar aqui você vai conseguir se concentrar e aprender tudo!


Programação 

É importante ter uma rotina, como se fosse para outro lugar estudar. Isso inclui ter horários específicos para fazer as atividades de estudo, ajudar nas tarefas da casa e outras coisas importantes. 

Lembre-se sempre de fazer uma programação que seja flexível, para que você possa atender outras demandas se acontecer algum imprevisto.


Dica: Escrever a programação num papel e colocar num lugar fácil de ver.


Disciplina

Ser responsável e cumprir suas atividades, mesmo quando você não está a fim, vale tanto para trabalho como para os estudos. Não procrastine! Não ganhamos nada deixando as coisas acumularem. Por isso é importante ser diligente, ter disciplina e não arrumar desculpas pra deixar para depois. Você pode acabar não fazendo e, então, aparecer outras tarefas e tudo virar uma bola de neve.


Dica: Estudar no mesmo local e no mesmo horário todo dia vai te ajudar a ser mais disciplinado.


Ambiente

O local de estudo precisa ser confortável na medida certa porque não é pra cochilar! Deixe todo material que precisa para estudar sempre por perto. Caso não tenha um lugar na casa só para isso, então a cozinha ou quarto podem virar sua “sala de aula”. Uma bolsa, mochila ou até uma caixa organizadora, com todo o material de estudo pode ser útil pra deixar tudo organizado e fácil de usar.

Deixe fora de vista qualquer coisa que possa distrair e coloque o celular no silencioso. Vai ser mais fácil aprender se você não tiver distrações.


Dica: Prepare o lugar onde você estuda para conseguir se concentrar mais.


Concentração 

Concentre-se no assunto que você está estudando e não tente fazer outras coisas ao mesmo tempo. Senão, provavelmente, vai cometer mais erros e demorar mais tempo  para terminar as atividades e compreender  um assunto.

Com o celular por perto você pode se desconcentrar e distrair, gastando muito tempo com coisas que não são importantes, como checar as redes sociais, mensagens, etc.


Verifique quanto tempo você consegue ficar realmente concentrado. Você pode começar com 30 minutos, depois tentar aumentar esse tempo para 45 minutos, até uma hora. Cada pessoa tem um tempo de concentração diferente, então teste e veja o que funciona para você. 


Dica: Aumentar aos poucos o tempo que você consegue ficar concentrado ao estudar um assunto.



Pausas

De vez em quando pare um pouco para caminhar, dar uma volta de bicicleta ou para fazer algum exercício físico. Fazer algo que gosta para se desligar do estudo te dará mais energia para continuá-los por mais algum tempo. Gostei do que diz o livro School Power, que diz: “Faça as suas tarefas primeiro. Você vai aproveitar ainda mais seu tempo livre se ele for livre de verdade.”


Como é difícil ficar muitas horas sentado, faça pequenas pausas durante os estudos. Levante, beba uma água, movimente o corpo e, então, retome as atividades renovado!

A motivação é muito importante, pois sem ela você  não vai conseguir fazer muita coisa. Algo que pode ajudar para cumprir suas tarefas é criar metas por dia.


Dica: Se desligar um pouco dos estudos e ter mais energia para continuar depois.


Metas

Você pode listar todos os assuntos que você precisa estudar. Depois pode priorizar por assuntos que já tem prova marcada ou trabalhos que já tem data de entrega.


Com as metas listadas por ordem de prioridade e datas relacionadas fica mais fácil dividir o que você vai estudar cada dia e quanto tempo precisa para isso. Com a prática vai perceber quanto tempo leva pra cada assunto ou tipo de conteúdo, assim vai ajustando o quanto consegue estudar por período.


Dica: Crie metas listando os assuntos por ordem de prioridade e datas.


Resumindo: Como estudar em casa pode dar certo?


Crie uma programação: Uma rotina de estudo e empenhe-se para seguir.


Disciplina: Cumprir as responsabilidades, mesmo se não está a fim.


Ambiente: O local para estudar precisa ser confortável na medida certa. Não deixe nada que possa distrair você por perto.


Concentração: Foque no assunto que está estudando e não faça outras coisas ao mesmo tempo.


Pausas: Parar de vez em quando para uma atividade física ou outra coisa que você gosta vai te dar mais energia para depois continuar estudando.


Criar metas: Crie metas listando os assuntos por ordem de prioridade e datas.


Agora vamos analisar alguns desafios que envolve ter que estudar em casa. Comentamos que algo que afeta a concentração é tentar fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo,ou seja, tentar ser “multitarefa”. 


Será que é possível ser “multitarefa”?


Você consegue ser “multitarefa”, ou seja, fazer várias coisas ao mesmo tempo? Muitos acham que aqueles que nascem na era digital conseguem fazer isso melhor do que as pessoas mais velhas, que precisam se adaptar e aprender a usar as tecnologias que temos hoje. Mas será que isso é verdade mesmo?


O “mito da multitarefa”

Você realmente consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo? Se uma das coisas não precisa de muita atenção, talvez você consiga fazer algumas coisas ao mesmo tempo. Por exemplo, seu quarto vai ficar bem arrumado mesmo se fizer isso enquanto escuta música.


Mas, quando você tenta fazer ao mesmo tempo duas atividades que exigem concentração, provavelmente as duas vão sair malfeitas. Nesses casos a multitarefa pode na verdade ser a habilidade de estragar tudo ao mesmo tempo.


Você talvez já esteve em algumas dessas situações que ilustram tentativas frustradas de ser multitarefa:


Está conversando pessoalmente com alguém, então recebe uma mensagem que precisa responder. Ao tentar fazer as duas coisas ao mesmo tempo, pode acabar deixando de ouvir a maior parte do que a pessoa falou com você e, ao escrever a mensagem, digita errado quase todas as palavras.

 

Ou tenta escrever mensagem para uma pessoa e ao mesmo tempo conversar pessoalmente com outra, e acaba falando em voz alta o que tinha que digitar, e digitando o que tinha que falar. 


Sherry Turkle, especialista em tecnologia, do livro Reclaiming Conversation, escreveu: “Quando achamos que estamos sendo multitarefa, (. . .) na verdade estamos piorando o nosso desempenho a cada nova tarefa que tentamos fazer. Ser multitarefa estimula nosso cérebro e nos dá a impressão de que estamos nos saindo cada vez melhor quando, na verdade, estamos nos saindo cada vez pior.” 


A tentativa de ser “multitarefa” acaba deixando sua vida mais complicada. O tempo que você gasta para fazer as coisas acaba sendo maior ou até gasta muito tempo refazendo algo que achavam que já tinham terminado porque não ficou bem feito pela falta de atenção. Isso é frustrante pois  diminui o tempo que teria para fazer as coisas que realmente gostaria de fazer. 


Thomas Kersting, psicoterapeuta e orientador educacional, no livro Disconnected, disse: “Se você pensar que o cérebro é um arquivo para armazenar de maneira organizada informações importantes, o cérebro de pessoas que tentam fazer muitas coisas ao mesmo tempo é uma verdadeira bagunça.” 


Detalhes importantes ficam de lado por tentar fazer mais coisas ao mesmo tempo. O desperdício de tempo é maior e você está arrumando mais trabalho para si mesmo ao invés de ganhar tempo.

Tentar ser “multitarefa” é o mesmo que tentar dirigir em duas estradas ao mesmo tempo.


Um motorista está no carro de frente para uma bifurcação. O carro está cortado em dois e cada metade está indo para uma estrada. Imagem: JW.org



Um jeito melhor de fazer as coisas

Pode ser um desafio se você está acostumado a fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo, mas é necessário treinar, mantendo a concentração em uma coisa por vez. Nossas tarefas precisam ser priorizadas. Então, liste todas as tarefas, analise e decida qual é mais importante, o que precisa ser feito primeiro e se concentre apenas nisso até terminar.


Podemos comparar a mente que não consegue se concentrar a uma criança mimada. Pode ser mais fácil deixar ela fazer as coisas do jeito dela, mas o melhor é ser firme e dizer não. 


Elimine distrações 

Se é difícil não mexer no seu celular enquanto está estudando, deixe o celular em outro cômodo. Elimine qualquer distração, deixe a TV desligada e esqueça as suas redes sociais! Esse esforço vale a pena porque com certeza desejamos usar o tempo do melhor modo possível.


Quando precisar se concentrar em uma atividade, coloque o celular no modo não perturbe e se concentre só no que precisa fazer. Desse jeito, vai conseguir fazer mais coisas e com mais qualidade.


Fazer uma coisa de cada vez é muito melhor porque ficamos mais satisfeitos ao terminar uma tarefa e passar para a próxima. Isso nos dá a sensação de dever cumprido.


Prestar realmente a atenção quando alguém fala com você

Além de não ser bom, ficar no celular enquanto fala com alguém é falta de educação. Com certeza precisamos tratar os outros como queremos ser tratados. 


Sabemos que nosso cérebro tem limite de quantas coisas consegue se concentrar ao mesmo tempo, para aproveitar melhor da nossa capacidade é mais importante fazer uma coisa bem-feita do que fazer várias coisas mal feitas.


Mudar essas atitudes para conseguir fazer só uma coisa de cada vez pode ser difícil, mas quando você se concentra em apenas uma tarefa,  faz um trabalho melhor - e qualidade é sempre melhor do que quantidade.


Resumindo: É possível ser “multitarefa”?


Ao fazer mais de uma tarefa que precisa de concentração ao mesmo tempo, é mais provável que elas fiquem malfeitas.


Tentar ser “multitarefa” vai acabar complicando a vida, ao invés de te tornar mais produtivo.


Os resultados são melhores se você se concentrar em só uma coisa de cada vez.


Conversar com alguém e fazer outra coisa ao mesmo tempo, além de ser falta de educação, não dá bons resultados.


Eliminar as distrações é importante para que você se concentre nas suas tarefas. Não se distraia com outras coisas. 



As dicas desse artigo me ajudaram muito a conseguir estudar em casa fazendo uma programação, arrumando um local adequado, me organizando melhor pra ter tempo suficiente de descanso e pausas. Com certeza percebi que tentar ser multitarefa não dá bons resultados e é um esforço constante conseguir me concentrar em apenas uma coisa de cada vez, mas aos poucos estou melhorando. 


E você? Quais são suas maiores dificuldades ao estudar sozinho? O artigo te ajudou? Como você consegue lidar com a ansiedade de ser multitarefa?


Priscila Benavides

Desenvolvedora @ateliware - ♥ programar. Chás, pães, gatos, poesias e um amor. Tecnologia, carreira, lógica, processos, etc.

Gerenciamento de Estado em Flutter

React Native: o que é, quais as funcionalidades e as vantagens desse framework

Dicas essenciais para manter um sistema em produção