FAQ Node.js: Tudo o que você precisa saber para fazer a escolha certa

Precisa de algo com foco em escalabilidade e diversidade? O Node.js é rápido, leve e poderoso. Se você quer explorá-lo para programar em JavaScript confira esse guia que preparamos sobre esse ambiente de programação e solucione todas as suas dúvidas sobre o tema!

Peterson F. dos Santos

Peterson F. dos Santos

October 29, 2020 | leitura de 6 minutos

dev

O Node.js é uma das tecnologias que mais chama a atenção por ser rápido, leve e poderoso. Mas o que você sabe sobre esse ambiente de programação? Se você quer explorar o Node.js para programar em JavaScript confira esse guia que preparamos para reunir algumas das dúvidas iniciais sobre o tema.

Continue a sua leitura!

O que é o Node.js?

O Node.js não é uma linguagem de programação nem um framework e sim um ambiente de execução. Isso significa que ele é uma plataforma para desenvolver aplicações web escaláveis e de alta performance, utilizando JavaScript como linguagem.

Com base na engine V8, o Node.js foi criado pela Google, através do programador Ryan Dahl, e é a mesma VM que o Google utiliza para rodar o navegador Chrome.

O Node.js se destaca por ser muito eficiente na execução e no consumo de recursos, com um processo híbrido que é entregue como código server-side.

Quais os principais benefícios do Node.js?

Só por usar JavaScript o Node.js já se torna uma ótima opção para os programadores familiarizados com essa tecnologia. Mas esse não é o único atributo que torna o Node.js interessante. Selecionamos os principais deles aqui:

Permite JavaScript full-stack

Se uma das principais reclamações dos programadores é ter que trabalhar com diferentes linguagens para front-end e back-end, o Node.js resolve essa questão ao possibilitar que tudo seja feito em JavaScript e ainda sem precisar traduzir os dados de comunicação entre front-end e back-end.

Assíncrona

Um dos principais fatores que chama a atenção no Node.js é que ele, como tecnologia assíncrona, trabalha em uma thread única. Isso significa que cada requisição ao Node.js não bloqueia o processo de desenvolvimento, já que cada uma delas tem processo paralelo. Assim, é possível atender a um volume bem expressivo de requisições ao mesmo tempo.

Leveza

Justamente por ser uma plataforma assíncrona, o Node.js exige menos recursos computacionais e,consequemente, a velocidade na disponibilização para deploy e na replicação também se torna muito maior.

Flexibilidade

A versatilidade do Node.js também é um ponto que vale destacar. Como ele utiliza Javascript para execução --- que é uma das linguagens mais populares em todo o mundo --- possibilita explorar muitas possibilidades e aproveitar muitos recursos e códigos já existentes.

Além disso, o gerenciador de pacotes do Node.js (Node Package Manager) é um dos maiores repositórios de software disponíveis.

Quando o Node.js se destaca?

Como comentamos, esse é um ambiente de programação muito flexível e que pode ser utilizado em diversas possibilidades. Existem algumas necessidades que se favorecem com a utilização do Node.js. Destacamos algumas delas:

  • Protótipos e simulações: para a testagem de diversos cenários o Node.js é uma ótima opção, principalmente por conta da linguagem popular web em Javascript;
  • Aplicações com base de dados NoSQL: em casos de aplicações que possuam NoSQL a relação com o Node.js é bastante favorecida, já que uma base de dados assim é construída com JavaScript Object Notation;
  • Ambientes escaláveis: para ambientes que precisam lidar com várias conexões concorrentes, o Node.js é uma ótima opção, pois consegue lidar com um grande número desse tipo de conexão ao mesmo tempo.

É possível escalar com Node.js?

Pelo último ponto que você acabou de ler, já sabe a resposta para essa pergunta aqui.

O Node.js é um ambiente de execução orientado a eventos e pensado justamente para o desenvolvimento de aplicações escaláveis. Mas cuidado para não se perder no chamado "callback hell", mas isso é assunto para outro artigo.

Você também pode se interessar: FAQ Ruby: Tudo o que você precisa saber para fazer a escolha certa

Quem está utilizando Node.js?

Muitos dos grandes players do mercado têm apostado no Node.js pelas vantagens que ele oferece. Alguns exemplos são:

  • Uber - A Uber foi uma das primeiras entre as grandes empresas a investir em aplicações utilizando Node.js para melhorias no desempenho e estabilidade;
  • Netflix - Para transformar a aplicação em uma plataforma muito mais rápida, a líder de streaming Netflix investiu em uma mudança completa. Antes, a aplicação era desenvolvida em Java e foi alterada para JavaScript e Node.js para reduzir o tempo de inicialização em 70% e conseguir processar com velocidade todos os dados que precisa para seus mais de 93 milhões de usuários;

  • LinkedIn - A maior rede social de networking e conexões profissionais escolheu o Node.js para melhorar a velocidade do aplicativo mobile, em 2011;

  • IBM - Em 2015 a IBM utilizou o Node.js para trabalhar em um utilitário de testes para módulos em frameworks. O objetivo era criar uma aplicação que testasse e gerasse relatórios completos sobre todo o ecossistema da IBM.

Qual a popularidade entre os desenvolvedores?

Por utilizar o Javascript como sua linguagem de programação, automaticamente vários desenvolvedores acabam optando por conhecer e se aprofundar na plataforma, pois diminui muito a barreira de conhecimento.

Ao mesmo tempo que isso é uma vantagem muito interessante, e ter ajudado sim a popularizar o Node.js, infelizmente muitas pessoas que tem o conhecimento superficial de Javascript acabam falando que sabem o Node.js e produzem muita coisa com baixa qualidade. Por isso, se você entrar no NPM (gerenciador de pacotes do node), vai ver milhares e milhares de pacotes publicados.

Lembrando que quando se falar em escolher uma linguagem de programação para seu produto, você sempre deve preferir qualidade ao invés de quantidade. É melhor contratar um especialista no assunto do que dez que sabem quase nada. Justamente pensando nisso deixo aqui a provocação: até que ponto é bom ser popular?

Quando o Node.js não é a melhor opção?

Como nem tudo é perfeito, existem situações e critérios que podem te fazer não optar pelo Node.js no desenvolvimento do seu produto:

  • Aplicações de machine learning - existem ferramentas melhores e mais maduras para tratar de processamento de dados e processamento computacional;

  • Aplicações que precisam ser síncronas - um ponto que pode ser considerado uma vantagem e desvantagem ao mesmo tempo é a característica assíncrona desse ambiente de programação. Isso pode se tornar um fator de complicação se as requisições forem de alta complexidade e com uso de callbacks em excesso, o tal do "callback hell".

Antes de finalizar gostaria de deixar algumas referências aqui para que auxilie na escolha e posteriormente também na sua evolução com o Node.js:

Espero que esse conteúdo possa te ajudar a entender os principais detalhes e características do Node.js. Se restar alguma dúvida sobre o tema, entre em contato que ficaremos felizes em te ajudar.

Até a próxima!

Peterson F. dos Santos
Peterson F. dos Santos

Founder & CEO at ateliware | Artesão de software, interessado em programação, open source, produtos digitais e internet.

LinkedInGithubTwitter