Logística Integrada e Transformação Digital: uma combinação de sucesso

Qual é a relação entre logística integrada, transformação digital e logística 4.0? Descubra como o uso de tecnologias, softwares e sistemas inteligentes de automação é fundamental para garantir alta performance produtiva, processos mais eficientes e clientes mais satisfeitos.

Manoel Souza

Manoel Souza

November 16, 2021 | leitura de 6 minutos

business

Numa era em que os consumidores estão cada vez mais exigentes e a competitividade cada vez mais acentuada, integrar processos operacionais para garantir redução de custos, maior eficiência e oferecer uma experiência personalizada deixou de ser um diferencial e se tornou uma necessidade para se manter relevante no mercado. Ou seja: a logística integrada passou a ser fundamental para as empresas que querem, ao mesmo tempo, processos mais alinhados e satisfação dos consumidores. 

Do fornecimento de matérias-primas até a chegada do produto às mãos do cliente final, a logística integrada é um processo complexo que envolve diversos fatores, atores e ambientes. Todas as operações dialogam internamente, e o resultado é uma solução ágil e eficiente, capaz de elevar a empresa para outro patamar de excelência. 

As áreas da logística integrada

Se, no passado, a logística era uma área responsável apenas pelo gerenciamento de estoques e transporte de mercadorias, hoje a sua atuação é bem mais ampla. A logística integrada compreende todos os níveis de uma empresa, do planejamento à compra de matérias-primas, passando por processos produtivos, movimentação e distribuição de mercadorias. Com uma abrangência tão grande, é natural que seja dividida ainda áreas. São três as principais: 

  • Logística inbound: compreende todas as etapas referentes ao fornecimento de matéria-prima, o que significa que todo o controle do fluxo de materiais até a empresa é de responsabilidade deste setor. A logística inbound engloba funções como processamento de informações, mapeamento e gestão de fornecedores, administração de transporte, estocagem de produtos e auditoria de qualidade.

  • Logística industrial: este segmento é o responsável por administrar os processos de produção dentro da indústria, o que inclui o abastecimento de materiais, o transporte entre diferentes setores e os aspectos operacionais para produção. 

  • Logística outbound: é a área da logística que se refere às etapas posteriores à produção, ou seja, todos os processos que ocorrem para que o produto chegue às mãos do consumidor final. Dentre as atividades que fazem parte da logística outbound estão planejamento de rotas, movimentação de produtos, entregas, contratação de transportadoras, planejamento de trocas e devoluções (logística reversa), emissão de notas fiscais e rastreamento de cargas.

Quais são os benefícios da logística integrada?

A logística integrada é uma solução responsável por aprimorar a atuação de diferentes setores dentro de empresas ou indústrias, sejam elas B2B ou B2C. A aplicação deste método traz uma série de benefícios:

  • Torna processos mais ágeis e rápidos;

  • Aumenta o controle sobre as operações;

  • Reduz a probabilidade de erros de comunicação;

  • Reduz custos, diminuindo desperdícios;

  • Permite traçar um planejamento mais estratégico;

  • Torna a entrega mais transparente para clientes.

As vantagens da aplicação de logística integrada são inúmeras, mas todas elas têm um ponto em comum: atendem às expectativas cada vez mais altas dos consumidores, ao mesmo tempo em que mantêm um processo produtivo focado na eficiência e na redução de custos. Para os clientes, a transparência dos processos e a rapidez na entrega são fatores decisivos na hora da compra, que fazem a diferença na sua fidelização e agregam valor à marca. 

A interconectividade entre diferentes atores em diferentes momentos da supply chain é a prova de que a comunicação é a base da logística integrada, já que tanto a empresa quanto a transportadora e o cliente estão sempre conectados, monitorando todas as etapas, da produção à entrega. Essa comunicação, altamente incorporada nos processos, pode ser ainda mais potencializada quando combinada com a transformação digital, cuja aplicação coloca a tecnologia e a inovação no centro das atividades internas da empresa.

Transformação Digital e Logística 4.0

Ao contrário do que se pensa, a transformação digital não é só integrar tecnologia a processos: é, principalmente, mudar a mentalidade para melhorar o desempenho e a performance nos negócios. Uma cultura empresarial voltada para a transformação digital significa ter, ao seu alcance, conhecimento a respeito de soluções inovadoras com foco na experiência do cliente e saber como utilizá-las. 

A transformação digital passou a ser essencial para um processo tão complexo quanto o de logística integrada. O motivo? A necessidade do uso de softwares na nuvem, ferramentas tecnológicas e até de inteligência artificial, capazes de elevar a eficiência de indústrias e de empresas a um nível excepcional. 

Possibilidades da Logística 4.0

A tecnologia é justamente o fundamento da logística 4.0, que tem como foco a utilização de recursos inteligentes para aprimorar processos e torná-los automatizados e de alta performance. Dentre as atividades que podem ser beneficiadas estão previsão de demanda, planejamento de abastecimento, detecção de danos, manutenção preditiva, utilização de veículos autônomos e precificação dinâmica. 

Do relacionamento otimizado com fornecedores até o rastreamento de encomendas pelos clientes finais, todas as etapas são impactadas positivamente pela logística 4.0. Produtos digitais são capazes de oferecer gerenciamento inteligente e um controle rigoroso de diferentes momentos do processo de produção. 

Falando do uso de inteligência artificial, está presente em robôs capazes de controlar e embalar produtos, em sistemas de monitoramento de segurança, em realização de imagens aéreas para tomada de decisões e até em chatbots, responsáveis por realizar atendimento e oferecer insights sobre clientes. Computadores conectados à IA ainda podem reunir, organizar e analisar informações importantes para diferentes etapas da supply chain.

Parece algo muito distante da realidade? Pois a verdade é que a aplicação da logística 4.0 e a transformação digital de empresas já é um fato consolidado, tanto ao redor do mundo quanto no Brasil. Um relatório produzido pela IDC (International Data Corporation) previu que os investimentos voltados para inteligência artificial na indústria alcançariam US$ 77,6 bilhões em 2022. Ou seja, concorrentes já estão aplicando soluções inovadoras em seus setores logísticos - e adotar, ou não, a transformação digital pode ser a diferença entre a subsistência da empresa ou a causa do seu desaparecimento. 

As possibilidades não se esgotam nem estão restritas a um segmento específico. A única coisa dada como certa é que a logística está à beira de uma revolução, baseada na IA e na transformação digital. Um exemplo é o da empresa UiPath, que desenvolveu uma máquina capaz de realizar 99% das tarefas de back office. A organização do ramo alimentício Hi Arya, por outro lado, criou uma chaleira robótica, utilizando não só IA, mas também a Internet das Coisas (IoT).

No Brasil, podemos destacar a MatrixCargo, empresa do setor de transportes de carga que adotou a inteligência artificial para otimizar as viagens através de cálculos que visam ao menor custo. Na solução, a IA leva em consideração o tamanho do veículo, a demanda e o custo fixo, que envolve pedágio, distância, capacidade do baú e jornada de trabalho do motorista. Isso significa que, com a transformação digital, a empresa foi capaz de reduzir custos, tornar a rota mais eficiente, diminuir a emissão de poluentes e ainda oferecer uma solução focada na experiência do cliente.

Para conquistar esse cenário e possibilitar essa aplicação, a MatrixCargo contou com a parceria da ateliware](https://ateliware.com/cases/matrixcargo-controle-de-logistica-inteligencia-artificial), cujo foco é a transformação digital dos seus clientes. Especializada em criar e aprimorar soluções de tecnologia, a ateliware, assim como a logística 4.0, faz parte da revolução digital, desenvolvendo produtos personalizados e ideais para diferentes segmentos.

Referências
PwC
TOTVS
TOTVS
Sequoia
LeewayHertz
The European Business Review
Manoel Souza
Manoel Souza

CEO e Founder at ateliware | Possui 16 anos de experiência com sistemas ERP, é App Full Stack developer e co-fundador da ateliware. Gosta de tocar violão e sempre que pode empresta seu talento musical para o grupo da igreja.

LinkedIn