Papo reto com Leticia Meissner Santos, designer de Produto nos projetos da ateliware

Saiba mais sobre a profissional que considera ter realizado um sonho de infância - estar atuando na área para a qual se dedica - e diz ter encontrado na ateliware o ambiente ideal para cumprir seu propósito de ajudar pessoas de forma significativa.

Reinaldo Zaruvni

Reinaldo Zaruvni

September 28, 2021 | leitura de 3 minutos

people

"Sempre gostei muito de desenhar. Desde pequena, tinha noção de que queria seguir esse lado mais 'artístico'. Em design, eu sabia que faria isso", conta Leticia Meissner Santos, designer de Produto nascida em Curitiba que trocou sua primeira graduação por estudos voltados à área em que se encontrou.

"Quando adolescente, jogava The Sims, mas mais para construir casas e famílias, não pelo jogo em si, então acreditei que Arquitetura poderia dar certo. Não era o que eu queria", pontua a profissional. Agora, você vai conhecer um pouco mais um dos talentos que atuam nos projetos da ateliware.

Leticia tem 24 anos e já morou no Canadá e na Alemanha. Ela diz que, durante a faculdade de Design de Produto, descobriu que o mundo em que havia acabado de entrar contemplava mais do que itens físicos, já que envolvia negócios e oferecia diversas opções de atuação. Decidiu, após um período de pesquisas extensas e conversas com professores, procurar no exterior a especialização desejada.

"Hoje, olhando para trás, acho que realizei meu sonho de infância com design, pois crio coisas e resolvo problemas. Minha cabeça de criança não fazia ideia do que existiria no futuro. Quando tive contato com o mundo digital, especialmente de serviço, é que senti que conseguiria cumprir o propósito de ajudar outras pessoas de forma significativa", revela.

"Casa de vó"

Claro que, para se aproximar de seu objetivo, Leticia teve de contornar obstáculos e precisava de mais do que recebeu da universidade. Então, dedicou-se a cursos, como de UX e UI Design, e à prática constante de suas habilidades.

"Não tinha experiência quase alguma", relembra. O apoio de outros profissionais que atuam em projetos da ateliware, que garante às equipes, também, subsídios para aprimorarem conhecimentos, complementa, a ajudou a encarar tarefas mais complexas com êxito.

"Em apenas dois meses depois de me juntar à ateliware, desenvolvi a segurança necessária para abraçar desafios maiores. Quando conheci minha equipe em março de 2020, escutei coisas do tipo 'a gente é muito unido' e 'a gente se ajuda muito, pode procurar sempre que precisar.' Encarei aquilo como 'ah, todo mundo fala isso', já que outras pessoas têm suas obrigações. A questão é que realmente estavam lá por mim o tempo todo", afirma a designer, uma surpresa pela qual é grata.

Quando questionada em relação a um dos valores que considera mais preciosos dentro da empresa, um ateliê de software que desenvolve produtos digitais e soluções handmade sob medida, não titubeia: "Seja você mesmo."

"A 'ateli' é tudo o que afirma ser, mas esse valor em específico representa a maneira como ela construiu um espaço seguro e de muito respeito. Esse ambiente de harmonia é como uma 'casa de vó', e não tem nada melhor que esse sentimento de liberdade", finaliza.

Calma, não vá embora ainda. Leticia tem algumas indicações para você:

  • Vai um filme aí? Que tal Interestelar?
  • Prefere uma série? Aposte em This is us!
  • Tem livro também! O menino do pijama listrado, de John Boyne.
Não deixe de conferir artigos relacionados a design aqui, no blog da ateliware.
Reinaldo Zaruvni
Reinaldo Zaruvni

Content Producer at ateliware | Formado em Letras ­– Inglês pela UFPR, assina centenas de artigos em diversos sites, como TecMundo e Curitiba Cult. É também editor de textos e tradutor.

LinkedInInstagram