Tipos de desenvolvedores: Back-End, Front-End e Full Stack

O que são desenvolvedores back-end, front-end e full stack? Entenda os tipos de desenvolvedores que existem e como escolher o melhor profissional para o seu projeto.

Alan Braga

Alan Braga

July 12, 2022 | leitura de 5 minutos

business

Já dizia Arthur C. Clarke, autor do conto The Sentinel, que deu origem ao filme 2001: Uma Odisseia no Espaço: “Qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguível da magia”. Os magos por trás de softwares que parecem ter saído de uma ficção científica são os desenvolvedores, responsáveis por transformar ideias em projetos.

Mas, você sabe quais tipos de desenvolvedores de software existem? E quais as magias por trás de cada projeto? Ou melhor: qual tipo de programador a sua empresa precisa para tirar uma ideia do papel?

Neste artigo, você vai entender a importância desse profissional e conhecer um pouco sobre cada um dos tipos de desenvolvedores: Back-End, Front-End e Full Stack.

O que faz um desenvolvedor?

Desenvolvedor é o profissional que cria e escreve softwares, que podem ser sites, aplicações móveis, aplicativos, programas de computador, sistemas operacionais e outras infinitas possibilidades. Para tanto, os programadores utilizam e aplicam linguagens específicas desse universo, como HTML, Pyhton, Javascript, C++.

Para desenvolver o projeto, o programador precisa, antes de mais nada, entender as demandas e necessidades da empresa para, então, definir o escopo do projeto, o formato e o seu funcionamento. Durante o desenvolvimento, é comum a realização de testes para assegurar a sua qualidade, verificar melhorias, corrigir bugs e possíveis atualizações futuras.

Muito mais do que apenas criar um software, o desenvolvedor também é responsável por sua manutenção, o que significa corrigir eventuais problemas e constantemente melhorar a performance do produto digital.

Existem três tipos de desenvolvedores, responsáveis por etapas diferentes de um projeto, como veremos a seguir.

Desenvolvedor Back-End

É quem cuida dos bastidores de um projeto e precisa colocar as engrenagens para funcionar. Em outras palavras, o desenvolvedor back-end é o responsável por criar os códigos para que a aplicação (site, aplicativo, etc) funcione corretamente.

O papel do back-end envolve, primeiramente, compreender o objetivo do projeto para, assim, desenvolver uma solução sob medida. Para isso, é preciso levar em consideração aspectos como banco de dados, processamento, rapidez, funcionalidades e segurança.

Um desenvolvedor back-end deve conhecer linguagens como C#, Python, PHP e JavaScript, além de saber gerenciar recursos de APIs (Application Programming Interfaces) e ter facilidade para contornar problemas, afinal, os bugs sempre surgem e os softwares precisam de constante aprimoramento.

É fundamental que o desenvolvedor responsável pelo back-end atue em conjunto com o desenvolvedor front-end: um alinhamento entre esses dois profissionais resulta em um projeto de qualidade, com soluções eficientes e inovadoras.

Desenvolvedor Front-End

O desenvolvedor front-end, por outro lado, é o profissional que se responsabiliza pela interface do projeto: é quem desenvolve a aplicação com a qual o usuário vai interagir.

Apesar de lidar diretamente com a experiência do usuário (UX), o front-end não é um designer, mas sim um programador orientado para conectar o projeto desenvolvido pelo back-end com o usuário final, de forma que o software seja intuitivo e de fácil usabilidade.

Os dois profissionais, back-end e front-end, se complementam nas suas atividades: enquanto o primeiro está focado em desenvolver um software seguro, rápido e eficiente, o segundo trabalha para que o projeto tenha um design agradável e as funcionalidades estejam claras e acessíveis.

Algumas das linguagens de programação mais utilizadas pelos desenvolvedores front-end são HTML, CSS, JavaScript.

Desenvolvedor Full Stack

Os desenvolvedores back-end e front-end são complementares e trabalham em conjunto, mas sabia que existe um único profissional capaz de atuar nas duas frentes? O desenvolvedor full stack é um programador com um perfil mais amplo, capaz de atuar tanto na interface gráfica quanto na criação das linguagens de programação que fazem o software funcionar.

O desenvolvedor full stack é capaz de trabalhar em todas as etapas do desenvolvimento e um dos grandes diferenciais é a sua capacidade de atuar também na construção de aplicações mobile e acompanhar projetos da concepção à manutenção. Assim, o full stack precisa dominar as funções de back-end (banco de dados, servidor e implementação de códigos) e ter conhecimento em linguagens de front, como CSS e HTML. Profissionais ainda mais completos também utilizam frameworks, como Angular, Django e Flutter.

Não é à toa que têm sido um dos profissionais de TI mais procurados pelas empresas nos últimos tempos: de acordo com uma pesquisa da ACATEL, uma em cada cinco empresas estão à procura de um profissional full stack.

Na ateliware, por exemplo, todos os desenvolvedores de softwares são full stack, o que significa profissionais mais completos para entregar produtos digitais de excelência para os clientes.

Como escolher um bom desenvolvedor para o seu projeto

Conhecer o que faz cada um dos tipos de desenvolvedores é fundamental para avaliar qual profissional melhor se encaixa nas necessidades do seu projeto. Mas lembre-se: desenvolvedores back-end e front-end geralmente precisam trabalhar juntos para desenvolver um produto que seja, ao mesmo tempo, eficiente e fácil de usar.

Por outro lado, desenvolvedores full stack são a melhor opção para empresas que buscam um profissional mais completo, capaz de atuar nas duas frentes de programação. Inclusive, uma das modalidades que vem conquistando o mercado nos últimos tempos é a alocação desses profissionais.

Assim, é possível contratar empresas especialistas no ramo de tecnologia para que elas forneçam seus profissionais qualificados, garantindo que o time de TI seja composto por desenvolvedores com background e alinhados às melhores práticas do mercado.

Na hora de desenvolver um projeto, conte com a ateliware para fazer contratar desenvolvedores full stack. Além de garantir que o projeto está nas mãos de um profissional qualificado, com autoridade e conhecimento técnico para desenvolver back e front, esse serviço também traz mais agilidade para o projeto e evita desperdício de tempo e recursos com processos seletivos extensos.

Contar com um ateliê de software para prestar esse tipo de consultoria é essencial para garantir o sucesso de um projeto ou de um time de tecnologia.

mkt_blog_banner_discovery_3.png

Alan Braga
Alan Braga

Head of sales | Na área comercial há 15 anos, conectar pessoas e negócios é meu dia a dia e ser o elo da oportunidade com a realização é o que me que faz buscar que fazer sempre mais e melhor.

LinkedIn