Você e sua empresa estão preparados para o trabalho remoto?

Como você e sua empresa têm se adaptado à rotina de home office? Com a crescente demanda desse formato de trabalho, muitas dúvidas e dificuldades surgem. Para quem quer entender como otimizar e trabalhar de casa de forma saudável e equilibrada, preparamos este artigo com as vantagens, desafios e dicas relacionadas ao trabalho remoto.

Vivemos um cenário sem precedentes e dia após dia precisamos nos reinventar. Isso inclui ter um olhar mais humanizado e voltado para as oportunidades e aprendizados.

Com o home office como uma das medidas preventivas à expansão do Coronavírus, é intuitivo pensar que estamos diante de um bom momento para o impulsionar trabalho remoto para as empresas. Uma pesquisa publicada no Canal Tech sobre o futuro do trabalho mostrou que mais de 40% dos entrevistados pratica o home office.

Como muitas empresas e profissionais tiveram que se adaptar a esse formato de trabalho, trouxemos um artigo com as vantagens, desafios e dicas relacionadas ao trabalho remoto. 

Quais os desafios do trabalho remoto?

É necessário entender que não basta aplicar as ferramentas certas para que a mudança de modelo de trabalho aconteça. Essa é uma mudança sobre comportamento. 

Podemos comparar o home office à prática de uma nova atividade física. Ao passar muito tempo sem fazer exercício e depois voltar a fazer, tudo dói. Então, adaptar a rotina do escritório fora dele pode ser doloroso. Mas não é impossível!

Cada profissional precisa equilibrar a disciplina com a flexibilidade, para cumprir os objetivos. Vamos ver alguns desafios que o trabalho remoto traz:

1. Distanciamento social

Muito profissionais acabam sentindo falta da parte social do trabalho e sofrem com a sensação de estar “distante” da equipe, sem poder tomar um café junto e trocar ideias. Mesmo distante fisicamente, é importante manter contato durante a rotina de trabalho e até criar alguns momentos de descontração com a equipe.

Além disso, o trabalho remoto prolongado pode ser realmente solitário. Então, sempre analise se está conseguindo ser feliz e produtivo nessa modalidade, se a experiência não está afetando sua saúde mental.

2. Interrupções constantes

Muitas vezes é difícil manter o foco para uma tarefa crítica, tanto por distrações no ambiente, como também aquelas causadas por mensagens, e-mails e notificações de algum chat usado pela equipe. Essas interrupções acarretam em perda de foco e quebra da concentração, o que afeta a produtividade.

Uma dica é ter um tempo dedicado para a comunicação, com exceção de alguma emergência. E, para interrupções na casa, é importante deixar claro para os membros da família que você não vai estar disponível sempre que precisarem. 

3. O trabalho onipresente

Quando trabalhamos em casa é muito fácil estender o horário e acabar realizando atividades profissionais em momentos que poderíamos estar descansando ou com a família. Por isso, é muito importante colocar limites para que isso não acabe sendo um estilo de vida desequilibrado, que pode levar ao burnout e a mais estresse.

4. Sensação de estagnação da carreira

Remotamente pode existir a sensação de não ser visto, não ser notado, nem reconhecido. Os profissionais precisam inovar e encontrar maneiras de se destacar mesmo a distância. Não é impossível, mas pode exigir mais criatividade e esforço.

Quais os benefícios do trabalho remoto?

1. Foco em resultados

É interessante como a definição do sucesso do trabalho muda na modalidade remota e também muda tudo que é utilizado para medir esse sucesso. Enquanto antes a medida eram as horas e a simples presença no ambiente de trabalho, com o trabalho remoto medimos o resultado. 

Antes, o lugar que estávamos trabalhando era uma medida, simplesmente estar presente, mas com o trabalho remoto é o progresso do trabalho que conta. Afinal, ou você entregou alguma demanda no dia ou não entregou. Isso desenvolve as habilidades de empreendedor e gestor em cada colaborador.

2. Flexibilidade

O acesso remoto ao trabalho permite que o time seja formado com pessoas de qualquer lugar, não se limitando à cidade sede da empresa. Isso é ótimo porque muitas vezes as pessoas que têm as habilidades que o negócio precisa não necessariamente estão na mesma cidade que a empresa. 

3. Autonomia

Com o home office, muitos profissionais mantêm uma rotina mais regrada de acordo com os horários definidos pela empresa. Em outros casos, no entanto, o colaborador pode escolher seu horário e trabalhar de onde quiser. Essa é uma vantagem, mas também traz responsabilidades de agir diferente de como seria se estivesse indo até a empresa e cumprindo horário. 

Além disso, como o trabalhador remoto não está próximo dos seus colegas de trabalho, ele vai em busca de respostas sozinho, aumentando a proatividade para buscar informações que precisa.

4. Contatos otimizados

Não ter as pessoas fisicamente em volta o tempo todo torna o colaborador mais consciente à necessidade de estabelecer contato com os colegas. 

O processo para escrever uma mensagem ou planejar uma reunião, por exemplo, acaba refinando os pensamentos e perguntas, sendo mais conciso e claro. Isso otimiza o tempo de todas as pessoas que estão interagindo. 

5. Melhora na qualidade de vida

Muitos preferem o trabalho remoto, pois sentem que podem trabalhar onde e quando se sentem mais produtivos. Trabalhar de forma remota pode ainda melhorar a performance, as entregas e os resultados. Afinal, ter que ir ao escritório muitas vezes significa passar horas e horas no trânsito, chegar no trabalho estressado e perder o período mais produtivo,  que para uns é a manhã e para outros é o fim de tarde.  

Boas práticas para fazer o trabalho remoto funcionar

Muitos de nós estamos nessa modalidade atualmente pela obrigatoriedade. O lado bom é que o cenário fez com que muitas empresas percebessem que é possível trabalhar remoto e que os projetos não vão parar só porque não podemos ir ao escritório. 

Agora, o momento é de ajudar as pessoas a adotarem o trabalho remoto e a experimentar as possibilidades que essa modalidade pode proporcionar. 

Apesar das ferramentas não serem a chave para um home office equilibrado, elas facilitam muito o dia a dia e o fluxo das tarefas. Na ateliware, por exemplo, utilizamos como aliado nesse contexto o Basecamp, ferramenta que mantém as equipes e muitas vezes até os clientes alinhados com as informações referentes aos projetos. Além de ter um espaço apenas para os colaboradores, o que faz com que tenhamos acesso às informações e às pessoas durante todo o expediente remoto.

Temos outras dicas para tornar o home office mais fácil:

1. Invista no seu ambiente de trabalho

Separe um espaço mais reservado para ser o seu local de trabalho, com tudo o que você precisa para exercer a sua atividade. É importante ter privacidade para manter o foco e para que outras pessoas saibam quando você está nesse ambiente, trabalhando. 

2. Estabeleça uma rotina

Existe uma flexibilidade de tempo no trabalho remoto, mas é bom ter uma rotina: acordar, priorizar atividades do dia, começar a trabalhar sempre no mesmo horário. Também ter tempo para cuidar de questões da casa. A adaptação pode ser difícil, mas manter o foco vai ajudar a  ter resultados melhores.

3. Faça pausas

Os olhos cansam da tela do computador. Então, as pausas são importantes para você descansar a mente. Dez minutos de intervalo após uma hora de trabalho podem ser revigorantes. Atividades físicas também ajudam na eficiência profissional! Só tome cuidado para não acabar usando as pausas para procrastinar. 

4. Cuide de você e do seu ambiente

Você precisa se manter confortável durante a jornada de trabalho. Para isso, é importante vestir uma roupa confortável, trabalhar em um local iluminado e manter o ambiente deve ser limpo e organizado. Por exemplo, se seu espaço de trabalho é em uma mesa no quarto, arrume-a, limpe o chão e organize tudo para que tenha um “ar” mais profissional. 

5. Coma bem

Alimentação saudável é ainda mais acessível quando se está em casa e é imprescindível para a saúde e boa produtividade. Nos intervalos, faça lanches e procure manter uma rotina de horário para almoço e jantar.

Dica bônus

A ateliware tem experiência na aplicação do design sprint online. Uma metodologia 100% presencial pode ser feita digitalmente mantendo a qualidade de entrega, feito por equipes remotas. Pode te ajudar a realizar grandes transformações, inclusive neste período necessário de isolamento devido ao isolamento para controlar o Coronavírus. Saiba mais: design sprint | remoto.

Quer mais dicas sobre o assunto? Você pode conferir o documentário brasileiro Remote First, idealizado pela Expoente, produzido em parceria com os líderes do movimento Officeless. O curta-metragem mostra porque o trabalho remoto já é um dos principais motores dessa revolução.

Priscila Benavides

Desenvolvedora @ateliware - ♥ programar. Chás, pães, gatos, poesias e um amor. Tecnologia, carreira, lógica, processos, etc.

UX Design no desenvolvimento de softwares

Design Sprint no desenvolvimento de softwares

Gerenciamento de Estado em Flutter